Os condo-hotéis surgiram há alguns anos no Brasil e ainda provocam muitas dúvidas nos investidores. O que não significa que seja um mau negócio. Pelo contrário, assim como todo investimento, é preciso saber escolher e aproveitar as melhores oportunidades para se ter um bom retorno.

 

Para quem nunca ouviu falar, os condo hotéis são empreendimentos que funcionam como hotéis. São legalmente reconhecidos como condomínios, operados como hotéis e possuem unidades autônomas, que podem ser compradas por investidores. Cada unidade possui uma escritura, assim como qualquer imóvel e seu proprietário torna-se uma espécie de sócio do hotel.

 

No entanto, diferente dos imóveis tradicionais, a rentabilidade do investimento é calculada sobre toda a operação do hotel e não pela ocupação de quartos específicos. Ou seja, o investidor recebe seus rendimentos proporcionalmente ao número de cotas, ainda que seu quarto não tenha tido reservas.

 

Devido a essa característica é que surge o principal critério para avaliar se um condo hotel será ou não um bom investimento: o mercado de hotéis. Ou seja, não se deve investir em um empreendimento em um local de baixa demanda pelo serviço, por exemplo.

 

Se você está em dúvida entre investir ou não nesse tipo de imóvel, confira alguns critérios a serem observados:

 

Quando se deve investir?

 

O local será sempre seu ponto de partida para avaliar esse tipo de investimento. Cidades com grande potencial turístico, centro de negócios ou sedes de grandes eventos, sejam eles empresariais ou não, movimentam o mercado hoteleiro trazendo uma demanda natural pelo serviço.

 

De acordo com o TripAdvisor, as cidades brasileiras que mais recebem turistas são Rio de Janeiro, Florianópolis e São Paulo. A cidade de São Paulo, por exemplo, recebeu 15,44 milhões de turistas em 2017, de acordo com o observatório do turismo.

 

Outras questões que também tem relação com a demanda são a infraestrutura de transportes e o poder aquisitivo do local. Dormir em hotel, atualmente, com tantas opções existentes pode ser considerado um luxo para algumas classes sociais, portanto, é importante estar atento a esse detalhe.

 

Além das questões de local, também é importante observar o plano operacional do hotel: adequação ao público (o serviço é compatível com a classe que se deseja atingir?), a bandeira do hotel e a administradora também. Existem marcas muito conhecidas, nacional e internacionalmente com anos de experiência no mercado e milhares de hotéis sob seus comandos. Optar por elas dá mais segurança ao investimento, visto que possuem know how para isso.

 

Restou alguma dúvida de como avaliar esse tipo de investimento? Entre em contato com a gente!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Entenda porque investidores de todo o Brasil estão escolhendo este hotel para investir em frente ao Allianz Parque.

Breve Lançamento!

 

Garanta o melhor valor e a melhor rentabilidade!

Receba informações sem compromisso!

 

B&B Hotels chega a São Paulo

A BB Hotels é uma rede hoteleira com mais de 500 unidades distribuídas pela Europa.
No Brasil, a empresa chegou em 2016. De origem francesa, foi criada em 1990 e foca
em oferecer modernidade e serviços efetivos.

ler mais

O novo turismo e seu papel no desenvolvimento econômico

O NOVO TURISMO E SEU PAPEL NO DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO O turismo mundial representa uma parcela expressivo do PIB e do mercado de trabalho mundial, é um dos principais motores do desenvolvimento econômico de diversos países e se apresenta como solução paro reverter...

ler mais

Como a Ibis ganhou espaço no Brasil

A Ibis é uma cadeia de hotéis de categoria econômica pertencentes à empresa francesa Accor   Accor SA ou AccorHotels é uma empresa multinacional com sede na França presente nos ramos de hotelaria, agências de viagens, spas e restauração e gestão de casinos. Em 2014, a...

ler mais

Compartilhe: